jusbrasil.com.br
24 de Janeiro de 2022

Tiro mortal no set: Alec Baldwin não entregou seu celular à polícia

Morte ocorreu durante filmagens no Novo México.

Atualidades Jurídicas, Consultor Jurídico
há 10 dias

Foto: Angela Weiss / AFP / CP


O ator Alec Baldwin não entregou seu telefone às autoridades que investigam o disparo que matou uma cineasta em um set de filmagens no Novo México em outubro, informou a polícia nesta quinta-feira (13).

Baldwin, de 63 anos, manipulava a arma enquanto ensaiava uma cena do faroeste "Rust" com a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42, que morreu no incidente.

O ator afirmou em uma entrevista que não puxou o gatilho do revólver, apenas o engatilhou. Pouco antes do disparo, Baldwin recebeu a arma de um assistente de produção que o informou que a mesma estava "fria", jargão cinematográfico que indica que ela é inofensiva.


>>>> Advogado 10x Essencial 4.0 - Tenha novos clientes no seu escritório de advocacia.


Uma das questões investigadas pela polícia é como munição real entrou no set de "Rust", um longa de baixo orçamento que Baldwin estrelava e coproduzia.

Os investigadores obtiveram um mandado para apreender o celular de Baldwin em dezembro, em busca de "evidências". Segundo a ordem judicial que respalda o pedido, o ator havia trocado e-mails com a armeira do filme para discutir que tipo de arma seria usada na cena que acabou sendo fatal.

"Até o momento, o celular não foi entregue às autoridades", disse em nota o Departamento do Xerife do Condado de Santa Fé, onde fica o rancho onde ocorreu a tragédia.

Após conversas malsucedidas com os advogados de Baldwin, a polícia recorreu ao promotor distrital de Santa Fé, que "por razões jurisdicionais" iniciou negociações para que o ator entregasse seu telefone "voluntariamente".


>>>> Você sabe o que é renda extra online de forma passiva e recorrente? Clique AQUI e saiba mais.


No sábado, Baldwin postou um vídeo no Instagram em que, entre outros assuntos, comenta a questão do celular. Ele afirma estar disposto a colaborar com a polícia, mas argumentou que a entrega "é um processo que leva tempo".

Segundo ele, as autoridades do Novo México precisam passar pelas do estado de Nova York, onde reside, para concretizar o procedimento.

Baldwin disse em entrevista à ABC que não se sente culpado ou responsável pela morte de Hutchins.

Fonte: Correio do Povo.

Baixe GRÁTIS amostras de petições editáveis:

✅ Kit Petições Premium acesse AQUI. ✔️✔️✔️✔️

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Essa história está cada vez mais estranha. Não sabemos ainda quem teve o dolo de matar, mas certamente ele está presente no caso, pois de outra forma não seria possível ter munição real nesse revólver. continuar lendo

Um pouco estranho essa história. continuar lendo